[ATA AUTÔNOMA] Assembleia Geral 28/5

Informes

– SINTUSP: cinco novos processos – sendo alguns referentes à ocupação da reitoria (2013)
Proposta de calendário – 5ª manifestação na paulista (5/6); 3ª (2/6) fórum das 6 chamou um ato na frente da Reitoria da UNESP; Ato regional pelo Butantã.
Proposta de Comando de greve unificado das 3 categorias das 3 estaduais.
– ADUSP: manutenção da greve. Próxima assembleia: quarta às 15h.
2 atividades: 1 na Reitoria da UNESP, dia 3/6 , às 14h (pela abertura de negociações e pela ); Ato debate na terça-feira, dia 3/6, pelas questões que estão em pauta.
– MATROVIÁRIAS: METROVIÁRIOS: em assembleia ontem (27/5) tiraram greve para o dia 5/6, caso suas reivindicações não sejam atendidas até lá.
– CRUSP: Que a assembleia discuta a questão do alojamento (pessoal possivelmente será despejado); problema de permanência das mães; com a greve dos funcionários não tem creche – precisamos pensar em como articular uma creche para que as mães do CRUSP consigam participar das atividades de greve; distribuição de alimentos – problema: quantidade de alimentos insuficientes e que não levavam em consideração as pessoas que são bolsistas de alimentação – AMORCRUSP ESTÁ FAZENDO UMA LISTA PARA AS PESSOAS QUE SÃO BOLSISTAS DE ALIMENTAÇÃO, PROCURÁ-LAS caso seja uma bolsista de alimentação; K e L: continuam sendo utilizados pela burocracia universitária – problema.
– Professoras municipais: Greve há 34 dias. Essa semana governo municipal passou a estimular que se corte os pontos dos professores em greve, o que significa que não receberam o salário do próximo mês. A informação do governo municipal de que houve reajuste não é real

– Teto da Assembleia: 22h

Informes de curso
– Sociais: greve. Cine debate sobre permanência no Espaco Verde e atividade sobre a greve também no
– FEA: Estatuinte livre e soberana, transparncia transparência no livro de contas, orçamento com participação das 3 categorias, apoio à greve dos professores e funcionários, não entraram em greve mas farão paralisação em um dia unificado com 3 universidades.
– EF: EEFE: Funcionários e professoras da EFEEEFE nao estão em greve. Amanhã haverá paralisação. Sexta haverá assembleia pra saber se entram ou não em greve.
– Letras: Matutino: greve passou por consenso; noturno: 1 estudante
Pautas estudante votou contra a greve.Pautas específicas da Letras: contra instalação de câmeras na FFLCH, pela volta do gatilho automático, outros dois pontos
pontos. Calendário da Letras: oficina de Kraft às 8h e cinegreve no quadrado da Letras (17h); sexta haverá churrasco o dia todo e também cine greve às 17h no quadrado da Letras.
– Filosofia: greve em apoio à pauta unificado do Fórum das 6, pela transparência ; transparência; eixos: Estatuinte soberana e democrática permanência e acesso com cotas racias e socias, fim dos processos, reajuste das bolsas de auxílio de pelo menos 1 salário mínimo e outros eixos e bandeiras.
– EACH: Greve. Situação ambiental está tensa. O próximo semestre não abrirá enquanto a Usp não apontar um plano para o início do próximo semestre de forma adequada; semana passada conseguiram retirar os processos contra os estudantes que estavam na reitoria ano passado.
– FAU: Funcionários em greve, docentes paralisados (decidirão se entram ou não em greve na sexta) estudantes deliberaram greve (contra o arroucho salarial, pelo reajuste – bandeira: não à privatização)
– Direito: Apoio à greve, mas não entraram em greve. Amanhã Quinta-feira estarão paralisados.
– Nutrição: Nutrição e Saúde Pública: apoio à greve e indicativo de greve (assembleia amanhã quinta decidirá se greve ou não). Funcionários bastante mobilizados, mas não totalmente – dependem da força dos professores e estudantes. Professores
Caso de racismo na faculdade de medicina → unidade se posicionar posiciona à favor das cotas raciais e de funcionários poderem usar o bandejão. Na enfermagem estudantes estão apoiando a greve – funcionários entraram em greve (algo que não acontecia há anos) e estão sendo perseguidos.
– Bio: Biologia: paralisação na terça que vem, com assembleia. Apoio à greve dos professores e funcionários.funcionários, querem a abertura do livro de contas e apoiam a luta da EACH.
– Ribeirão Preto: cortes de verbas está afetando muito lá. Amanhã haverá assembleia. Curso de biologia de Ribeirão tirou uma paralisação.
– Pirassununga: Apoio à luta dos 3 setores. Assembleia hoje quarta vai deliberar greve ou não dos estudantes. Funcionários e professoras tirarm tiraram greve lá.
– Veterinária: Funcionários deliberaram greve, alguns professoras deliberaram 1 departamento em greve, alunas apoiam a greve. Assembleia amanhã quinta para decidir a greve ou não.
– Geografia: quando estudantes entram em greve, a greve deve ser das estudantes. Eixos da greve: Permanência estudantil; Defesa da Universidade pública; Fim dos processos; em defesa do campus da EACH; Cotas sociais e raciais.
– ECA: Artes plásticas, Música e Biblioteconomia já estão em greve; assembleia da ECA apoia a greve e indica aos cursos que não entraram em greve entrarem. Pautas: contra os cortes de gastos, abertura dos livros de gastos.
– Canil: QiB: diversos ataques. QiB é uma atividade de greve que deve ser organizada por uma comissão com todas as estudantes – segunda-feira às 19h.
– Artes Plásticas: greve.
– FOFITO: Greve. Greve. Assembleia na sexta.
– Lorena: terá assembleia.assembleia dos 3 setores na sexta.
– IME: vários professores em greve; atividade na quinta para discutir pautas e reivindicações de greve
– Física: ainda não teve assembleia. Assembleia amanhã. quinta.
– História: greve. Cotas sociais e sociais; mais permanência; reajuste das bolsas proporcional ao reajuste das contra a cobrança de mensalidades; piquete; amanhã pintura do CAHIS.
– Música: greve. greve desde quinta. Incorporação das terceirizadxs sem concurso público, entre outras pautas.
– POLI: Assembleia na ultima segunda-feira sobre segurança; amanhã quinta haverá assembleia da POLI. Segunda, terça, quarta haverá plebiscito para decidir se estão ou não em teve e por quais pautaspautas.
– Psico; paralisação nesta última terça e quarta; assembleia hoje deliberou greve (pautas específicas: vivência estudantil independente, contra a diminuição das bolsas …); bolsas, por um projeto de permanencia; geral: auditoria pública pras contas da usp, devolução do K e L, aumento do investimento público entre outros público, apoio à greve de professores.
– Pedagogia: Greve
– Farmácia: Apoio à greve dos funcionários e professores; vão construir plenária dos 3 setores do conjunto das Químicas na quinta
– Química: apoio à greve dos professores e funcionários. Paralisação amanhã. quinta. Pautas: auditoria e abertura de contas, mais pesquisas voltadas à sociedade, … Almoço amanhã mais desenvolvimento tecnológico, mais verba pra educação.
– Frente LGBT: 1º encontro LGBT da usp apoiou a greve das 3 estaduais. Tiraram um texto sobre o que as LGBT têm a ver com a greve. Proposta de atividade do calendário geral com o tema “o que as LGBT têm a ver com a usp”
– Frente Feminista: Semana temática sobre Mulhes e Copa. Incorporar atividades da semana como atividades gerais da greve.
greve. Segunda-feira às 17h, na ECA; Terça – Saúde Pública; Quarta – Poli – Quinta, 18h, na Química, Sexta – Sarau no Espaço Verde.

Falas

foram sorteadas 23 falas mais duas falas (EACH e CRUSP). Sem troca de falasfalas.

Incorporação de uma fala também da EACH e do CRUSP

– Thiago da EACH: Não há nenhum projeto para resolver a questão da EACH ou projeto para o ano que vem. O Campus clama por um projeto de resolução para o campus e punição aos culpados pelo ocorrido.
– Irá da FILO:
essencial apoio às três categorias, mas é preciso pensar o que fazer se professores receberem o aumento e saírem da greve, visto que nãoo apoiaram nossas greves.
– Pedro Serrano: Fala sobre o discurso da crise como uma questão técnica e ele diz que na verdade é uma questão política, projeto de privatização e blablablabla, auditória das contas, rodas preso, no bando dos reus, resolução dos problemas da EACH blablablabla blablablabla, unidade com as tres categorias e só no final falou de Cotas.
– Crusp: Falta de vagas e preleção de várias pessoas que não “merecem”. Retomar o bloco K e L
Sofia da ECA: Cotas e permanência estudantil para que a classe trabalhadora entre e fique na Universidade.
Universidade. Real união com a classe trabalhadora.
– Daro do ____: ?: Aprofundar o debate do significado destes mega salários. Pedir a cabeça do Rodas
Rodas.
– Moacir da Letras: Fala sobre a necessidade de permanência estudantil e cotas para construir uma luta conjunta com o trabalhador.
trabalhador. Não é de mais dinheiro que a USP precisa.
– Larissa da GEO: necessário organizar de forma democrática e pela base. Apoiar os trabalhadores em sua luta e eleição dos delegados pela base.
– Kyo da letras: Unificar luta entre os estudantes e deixar de lado as picuinhas. Formação de comissões de mobilização dos cursos e disputar a consciência das bases.
– Lucas da História: Projeto de universidade pública, pública que vamos defender, Discurso da universidade para precarizar os trabalhadores e os cursos. O não reajuste é uma provocação e não entra no nosso projeto de salários. Pauta prioritária de saláriosalário. Necessidade de unificar entre as 3 categorias e as estaduais.
Carlos da Sociais: Acesso e permanência como prioridades e que não faz sentido achar que democracia é outra coisa.
Garota Natalia da LETRAS: Como lutar contra a possibilidade de se cobrar mensalidades. Não existe mobilização entre os estudantes, não faz sentido apoiar a greve de outras categorias e não fazer realmente a luta.
luta. Necessário se opor a uma CPI ou ao CO para analisar a questão das contas da usp, precisa ser uma comissão proporcional de estudantes, funcionarios e professores.
– Cara da Letras: Permanência estudantil como principal motivo de luta. O problema é o estatuto e devemos tomar o K e L com as próprias mãos.
mãos. Contra corte de bolsas e privatização.
– Nayara da História: Não aos cortes, auditoria, transparência, investimento na educação. Pede para assinarmos a carta escrita do CCADCE com um monte de pautas.
– Rodrigo da Letras: Levar a luta para fora da USP. Construir nossas lutas em conjunto com as lutas externas com os professores, contra a copa e etc.
– Rafael Dantas da Letras: Vanguarda dos estudantes com a pauta da universidade pública para todos. A importância de lutarmos pelo K e L e acabarmos com a reitoria e CU. Construir o governo tripartite com maioria estudantil.
– Rafaela Carvalho da pós: Não aos cortes aos projetos de pesquisa, moradia e a vida acadêmica como todo. Também não ao arrancho salarial. A crise é política e não financeira. Esta greve também tem que ser da pós-graduação também.
– Vinícius da ECA: O isolamento das pautas nos levou a derrota em outras greves. Para ele é um pecado ficarmos dentro da USP e devemos dialogar com outras categorias em suas lutas. Nossa greve não é a reboque.
– Ana Luísa da LETRAS: Crise financeira da USP é o problema pois não sabemos das contas e sua real situação. É preciso que organizemos uma assembleia dos três setores e que possa ser uma expressão de uma luta unificada.
Não anotei o nome: a importância – Jaqueline Letras: Greve do ano passado sofreu com esvaziamento e desarticualação. Importância da base e a confiança nela para construir pautas concretas e não esperar que assembleias e comandos de greve sejam mais importantes.
– Carioca das sociais: O comando de greve como algo que deveria ser mais amplo e muitas vezes não representa o curso. Acha importante lembrar que essa greve foi puxada pelos professores e funcionários e temos que sempre lembrar isso, fazendo atividades.
– Paula das sociais: Conjuntura do nosso país eferverscência e temos que lembrar disso. Comenta os atos que estão rolando no Brasil. Diz que temos que lutar contra a copa e que ela não deve ocorrer sem direitos.
Ila fez relatoriadireitos. Devemos nos incorporar ao ato dia 6 do MTST.

Proposta de ordem da Assembleia
– Comando – Calendário – Pautas
– Pautas – calendário – Comando (ganhou)

Propostas de eixos
Pautas Unificadas – Pautas Estudantis (ganhou)
Propostas Estudantis – Unificadas
Apenas pautas específicas

Propostas unificadas
bloco de eixos unificados (fórum das 6)
– Contra o arroucho salarial
– Auditoria e abertura das contas da usp
– Mais investimento público
– Não aos cortes de verbas da usp
NÃO HÁ CONSENSO COM ESSE BLOCO DE EIXOS

– Proposta de apenas ler todas as propostas e aprovar apenas o que é consensual (uma vez que só temos 20 min até o fim da Assembleia) – ganhou. As que tiverem destaque serão discutiganhou.

PROPOSTAS APROVADAS JÁ FAZEM PARTE DA MOBILIZAÇÃO GERAL. AS QUE TÊM DESTAQUE DEVEM SER DISCUTIDAS NOS CURSOS E SERÃO REDISCUTIDOS EM ASSEMBLEIAS DE CURSO.

Eixos unificados que chegaram à mesa:
– Contra o arroucho salarialsalarial – 0% é provocação
– Auditoria e abertura das contas da usp – destaqueDESTAQUE
– Mais investimento público – destaqueDESTAQUE
– Não aos cortes de verbas da usp

Eixos específicos de estudantes:
– Não à cobrança de mensalidade
– Permanência estudantilRetorno das bolsas
– Cotas sociais e raciais na Usp
– Estatuinte – Detaque
– Cobtra DESTAQUE
– Contra o congelamento da contratação de professores
– Solução dos problemas da EACH
– Fim dos processos (usp, (USP, UNESP, UNICAMP)
– Contra a terceirizacao – efetivação imediata de todxs terceirizadxs
– Contra o congelamento dos salários
– Dissolução do Co – DestaqueDESTAQUE
– Creche para todas mães
– Rajuste das bolsas para 1 salário mínimo
– Reajuste de bolsas proporcional ao reajuste dos professores e funcionárias
– Apuração independente dos gastos – DestaqueDESTAQUE
– Fora Zago – Fim do Reitorado – DestaqueDESTAQUE
– Governo Tripartite – DestaqueDESTAQUE
– Pelo aumento de verbas – DestaqueDESTAQUE
– Fim do convênio usp Pm – DestaqueDESTAQUE
– Retomada do K e L
– Controle da moradia pelos estudantes
– Rechaço à estatuinte da reitoria
– Não à privatização
– Incorporação dos alunos eliminados

Eixos específicos da EACH (completar)::
– Resolução imediata dos problemas ambientais
– Retorno da EACH, mediante a resolução dos problemas
– Participação real das três categorias do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC)
– Garantia que o 2º semestre vai se iniciar com toda a infraestrutura necessária
– Apresentação imediata do plano para discussão com o conjunto das categorias da EACH – Calendário de obras de adequação da EACH
– Fora Nakao! Afastamento dele das negociações
– Punição dos responsáveis pela contaminação da EACH

– PROPOSTAS APROVADAS JÁ FAZEM PARTE DA MOBILIZAÇÃO GERAL. AS QUE TÊM DESTAQUE DEVEM SER DISCUTIDAS NOS CURSOS E SERÃO REDISCUTIDOS EM ASSEMBLEIAS DE CURSO.

CalendárioCALENDÁRIO
– quinta e sexta dessa semana incorporação às atividades de greve e piquetes de funcionários e professores – Acordo – Manhã 5h da manhã piquete no Bandejão Central
semana que vem:
– segunda e terça assembleias de curso
– terça ato fórum das 6 – Frente da Reitoria da UNESP às 14h
– quarta Assembleia Geral de Estudantes da Usp – 18h no vão Hist/Geo
– quinta greve dos metroviarios + ato na Paulista (Ato unificado da Educação)
– Sexta
Manhã: Plenária dos 3 setores da Usp
Tarde: incorporação ao ato MTST no amistoso da copa –
– Sábado: Incorporação ao 9º ato contra copa
– Frente Feminista: incorporação da semana sobre mulheres e copa no calendário geral de greve da usp

– Proposta de Assembleia Geral dos 3 setores nos dia 10/6
– Proposta de piquetes nas aulas que estão acontecendo em outros departamentos (Casa de Cultura Japonesa, …)
– Amanhã: ato às 15h na Odontologia – Caça ao Zago (está sendo chamado pelas trabalhadoras)

Comando de GreveCOMANDO DE GREVE
– Comando de Greve Geral x Comando de Mobilização nos cursos (sem comando geral) + Assembleias de curso + Unificação com trabalhadores – esta questão de encaminhamento perdeu
– Comando de Greve Geral de estudantes (ganhou) x Inexistência de Comando de greve geral
Haverá Comando Geral de Estudantes da Usp

– Proposta de que, além do Comando de Greve de Estudantes, incorporação ao Comando Unificado de Professores, Trabalhadores e Estudantes.

Delegadas/os do Comando:
– Cursos em greve: 1 delegada para cada 10 estudantes x 1 delegada para 20 estudantes (ganhou)
– Para cursos que não estão em greve:
– 1 delegado delegada para cada 40 presentes x 2 delegados delegadas para cada presente em assembleias de curso que não estão em greve x 1 delegado delegada para cada 20 presentes em assembleias de curso (ganhou)
– CRUSP E NCN podem se incorporar ao Comando De Greve Geral de EstudantesEstudantes com a mesma proporção de 1 delegada a cada 20 presentes nas assembleias
– Que todxs xs delegadxs sejam referendados em todas as assembleias de curso. Caso não haja assembleia no curso em 2 semanas, os delegados “expirarão”

– Comando de Greve: terça (ganhou) x quinta.
Comando terça às 18h no vão da História e da Geografia

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta